Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Sim!

Porque Sim!

Como eu vi o Dubai

Dezembro 04, 2018

2E37EFA6-14AA-4ECC-B6C6-F0B740FCEBAD.jpeg

Da minhas férias, já vos contei como eu vi Bangkok e como eu vi Krabi só falta falar de como eu vi o Dubai

 

No Dubai, andar de táxi não fica caro (cerca de 5€/percurso), tendo em conta que só íamos estar uma noite e um dia, este foi o meio de transporte escolhido, para podermos ver tudo o que queríamos.

 

Chegamos ao Dubai à noite por volta das 21h30, sabia que o espectáculo das fontes junto ao Dubal Mall, que acontece que 30 em 30 minutos, terminava às 23h, pelo que deixamos as malas no hotel e fomos logo para lá.

 

O Dubai Mall é um enorme centro comercial (até vemos pessoas a andar de carro). Para mim, mais importante do que as lojas, é a decoração e as actividades que existem no centro. Tem uma enorme pista de gelo, um aquário que se pode visitar, em que as pessoas entram num túnel no meio do aquário.

Este é visível de fora, acabamos por não entrar por já ser tarde.

A586C8BB-175E-41C6-927C-53CA449DB3E8.jpeg

A cascata com os mergulhadores é fabulosa.

C8D23726-0B67-43D1-9379-70C54C06E100.jpeg871B556A-D9F0-4CB7-9DD8-6B61462F82D1.jpeg

 

O espectáculo de fontes e luz é fora do Dubai Mall e vale bem a pena.

Começa com iluminação e musica no Burj Khalifa e depois a água dança ao som da musica.

AE91DCC1-2065-4843-8E51-C8B15C99681D.jpegCD42C900-117A-4AE1-9896-3708138B8010.jpeg

A única coisa que não conseguimos fazer, foi visitar o Burj Khalifa. Para se visitar os pisos 124 e 125 tem de se comprar os bilhetes on-line com 2 dias de antecedencia.

Só estava disponível a visita ao piso 145, por ser noite o bilhete era mais barato e custava cerca de 63€/pessoa, resolvemos não ir.

 

No dia seguinte, enquanto fazíamos tempo para visitar a mesquita, fomos até à praia.

praia.png

 

Já estávamos sensibilizados para evitar demonstrações de afecto em publico, duvidas houvesse ...vejam o ponto 2.

aviso.png

 

Visitamos de seguida a Mesquita Jumeirah, única que permite a visita a turista no âmbito do projecto "Open Doors, Open Mind". Não é necessária marcação, a visita começa à 10h, devemos estar lá por volta das 9h45, compramos o bilhete e temos acesso a café, chá e bolinhos.

A visita é muito interessante, pois é-nos explicado os pilares do Islão e de seguida é aberta uma sessão de esclarecimento de duvidas.

mesquita 60.png

mesquita.pngmesquita 3.png

 

Seguimos para a parte velha.

antigo 1.pngantigo 2.png

 

Atravessamos o rio para visitar os souks (mercados) de ouro e especiarias.

Utilizamos o Abra, o barquinho abaixo, utilizados pelos "locais", barato e muito agradável.

F299D78F-F865-4867-949B-41356C7FEDBB.jpeg

 

Finalizamos o nosso dia com um Safari com jantar no deserto. Tivemos sorte com a condutor do "nosso" jeep, pois tivemos a emoção das dunas de uma forma segura . Parecia uma dança coordenada de jeeps.

deserto 3.png5797B085-707E-4299-A7B9-EB8E97405BFE.jpeg

Fizemos uma paragem para ver o por do sol, não há palavras, nem as fotos conseguem captar tal beleza 

untitled deserto 1.png

deserto 2.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como eu vi Krabi

Novembro 27, 2018

praia.png

 

Já vos contei como vi Bangkok e hoje conto como vi Krabi.

 

Chegamos a meio do dia, aproveitamos a tarde para conhecer o hotel e a zona em volta do mesmo. 

No dia seguinte fizemos 1 passeio de barco. Estes foram os nossos meios de transporte, que acabaram por tornar a viagem bem engraçada, tendo em conta que a companhia dos restantes turistas de várias nacionalidades foi bem agradável.

6B140F49-E402-43FC-BAC8-FEFB53474CCA.jpeg

0DB6C7C8-3A6E-4C9F-9537-1D1589B7C583.jpeg

 

Como as ilhas Phi Phi eram mais longe optamos por fazer um tour de 4 ilhas mais perto, onde pudemos desfrutar de:

 

Visitar a Phranang Cave - Uma caverna onde existe um altar Hindo.

Conta a lenda que Phra Nang era uma princesa que casou com um pescador local, este foi para o mar e nunca mais voltou, desde então Phran Nang viveu o resto da vida na caverna.

Esta tornou-se um local de culto, onde os pescadores deixam oferendas de incensos e flores a pedir proteção nas suas viagens. Ao longo do tempo a caverna ficou associada à fertilidade, devida à existencia de muitas oferendas de objectos fálicos como podem ser nas fotos. É-nos pedido respeito, por estarmos num local de culto.

 

A praia é lindissima, e como estava maré alta chegar à caverna foi uma verdadeira aventuda, existindo locais que a água nos chegava ao peito.

04BE71A6-6F1F-436B-90E9-390A1E1B4EC5.jpegB32A1493-2573-4C99-8893-59A545FF2E58.jpeg

 

Chicken Island - para além do formato tão característico desta ilha, foi-nos possível fazer snorkeling. Pena que não havia muito para ver, como nunca tinha feito, já valeu a pena pela experiência.

FAB79BA1-5C97-4275-8507-FC7BF826B613.jpegfoto.png

Nas restantes ilhas, pudemos desfrutar de banho de água quentinha  no meio de paisagens paradisíacas.

E14C67DD-E248-4EAE-8995-FBF6C0ACBF05.jpegpasseio  3.png

passeio.png

 

O último dia ficamos no hotel, a disfrutar, pelo que não tenho muito mais a contar sobre Krabi .

 

hotel.png

hotel 2.png

 

 

 

 

 

 

Como eu vi Bangkok

Novembro 20, 2018

8E45E933-6996-4A50-9CE3-22F043CAA61C.jpeg

 

Quando programámos a viagem, decidimos fazer um programa à nossa medida, queríamos andar ao nosso ritmo.

 

Após projectarmos o que queiramos fazer, fomos a uma agência de viagem, com a qual tratamos das viagens, hotéis e alguns passeios.

 

Em 10 dias e como as viagens são longas, acabamos por ficar 3,5 dias em Bangkok, 2,5 em Krabi e 1 no Dubai (aproveitando que fazíamos escala aqui).

 

Hoje vou falar no que fizemos em Bangkok:

 

1 - Palácio Real e Templos - fizemos esta visita com guia e foi muito interessante conhecer alguns costumes e entender a devoção ao Buda e ao Rei.

 

Sabiam que quem não visita o Palácio Real, não é bem-vindo a Bangkok?

Nas visitas aos templos, temos de ter cuidado com a roupa, pois por exemplo na Palácio Real não é permitida a entrada em calções. Há sempre roupas à venda nas imediações. 

Outra regra a ter em conta, nunca nos devemos sentar com os pés virados para o Buda, é ofensivo. Nem tirar fotos a emitar Buda, já a emitar os demónios, não tem problema.

 

Visitamos vários templos, sendo os mais importantes:

 

Templo do Buda Esmeralda (Wat Phra Kaeo), que se situa no Palácio Real (não se pode tirar fotografias), um Buda esculpido em uma única pedra de jade (chamado Esmeralda pela cor) o manto do Buda em ouro é mudado consoante a estação do ano.

Aqui também nos podemos benzer, molhando uma flor de lotus na água e depois colocar na cabeça.

16901373_0sQl3.jpg

Imagem retirada da Net

 

Templo do Buda Reclinado (Wha Pho), tem este nome devido ao enorme Buda com 46 metros de cumprimento e 15 metros de altura. Neste templo existem 108 potes onde têm de ser colocadas moedas para termos sorte (claro que tivemos de fazer ), estas são adquiridas  no templo. O numero da sorte na Tailandia é o número 9 (108 = 1+0+8 =9). 

7323228E-9AD4-48B2-9ABB-0E64763607CD.jpeg

 

Templo do Buda Dourado (Wat Traimit) -  a maior estátua do Buda em ouro, tem 3 metros de altura.

18D02D41-53BD-42FF-80E9-5E7FCE898CD7.jpeg

 

Do outro lado do rio, atravessamos de barco, já fora do tour para visitar

Wat Arun - um templo composto por 4 torres cobertas de cerâmica chinesa. A melhor hora para o visitar é ao fim da tarde para apanhar o por do sol.

D5894411-7D0F-4AFE-9CC8-18E09C1912E9.jpeg

 

2 - Mercados

O mercado do comboio, posso-vos dizer que são 10 minutos de emoções e algumas gargalhadas. É interessante ver a movimentação na altura em que se aproxima o comboio e tem de se desimpedir a linha.

00FC9E70-6B6D-402E-893E-3D4EDB583B04.jpeg

 

Mercado Flutuante (fomos ao  Satuak) - O percurso de barco até ao mercado, para além de ser muito agradável, permite apreciar o modo de vida das pessoas daquela zona. Quando chegamos ao mercado, temos de pagar para entrar no barco local (não estava incluído no Tour), os vendedores tentam pressionar a venda dos seus produtos. Os preços têm de ser regateados, e a nossa oferta deve ser logo para metade do preço pedido. (Esta parte cansou-me um bocado).

BF77EB97-1523-4418-9134-87A8EE03D98F.jpeg

 

3 - Centros comerciais

 

Existem vários seguidos, como já estávamos no último dia, acabamos por dar uma voltinha e ver os diferentes estilos.

MBK - foi o escolhido para comprar as recordações, no interior tem imensas “barraquinhas” tipo feira, onde podemos negociar os preços. Não sei se estava mais inspirada na negociação, mas pareceu-me o melhor sítio para comprar recordações.

 

4 - Visitar à noite

 

ChinaTown - vale uma ida à noite para ver a iluminação.

1581D0AE-FFC3-4B36-946D-A339F624205B.jpeg

PatPong - uma rua também com mercado, sendo a zona onde existem os Shows de Ping Pong (shows para adultos).

2A26E96D-C81D-4890-891D-8FF6D7EF6A82.jpeg

 

5 - parque

 

Parque Lumpini - um género de Central Parque de Bangkok. O parque é muito giro, tem um lago no meio, onde se pode andar de gaivota. Um local onde há uma concentração de pessoas a fazer jogging e até aulas de ginástica com música e coreografias.

Um facto interessante: 2 vezes por dia, às 8h e 18h, ouvem-se o Hino Nacional e toda a gente para, voltando à actividade depois deste acabar.

50FEC3C2-D5CE-4036-841F-1AF0EB93B27F.jpeg

6 - Rooftop

 

Sky Bar -  no 64 andar do The Dome at Lebua State Power - a vista é de cortar a respiração. Pode-se ir jantar ou só beber algo, optamos pela última, pois é caríssimo.

 

1CA37CCE-6C9D-4B94-8E2A-1369497DFA25.jpegB039EDB8-1726-4934-BA8B-89B7E20A5896.jpeg

7 - Massagens

 

Existem tantos sítios, com as massagistas a porta a chamar os clientes, que nos habituámos ao som “Massage”. O melhor sítio para fazer e no  templo Wat Pho que tem uma escola de massagem. Nos fizemos junto ao hotel. Fiz aos pés e costas e adorei, boa para quem gosta de massagens fortes .

2B841F66-6ACA-4CC4-BE26-D0E05A9ED21F.jpeg

 

8 - Tuk Tuk

 

Nas deslocações, andamos muito a pé, voltando por vezes de Tuk Tuk e também no BTS (Sky train).

 

O povo Tailandês é muito simpático e a cidade é segura, até o  McDonald´s de rendeu à cidade

4D074835-5B4C-4F39-BF8E-5280731E3D73.jpeg

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Em destaque no SAPO Blogs
pub