Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Sim!

Porque Sim!

Já não tenho mais expressões :(

Outubro 01, 2018

1441989184501_pergaminho2.png

 

Nas ultimas semanas já tinha dificuldade em "arranjar" novas expressões para partilhar convosco a sua origem, já não tenho mais.

Esta partilha começou em junho de 2016, quando li o livro de Andreia Vale "Puxar a brasa à nossa sardinha", partilhei algumas do livro e muitas outras que fui pesquisando na internet.

 

Só hoje realizei que ao todo foram 114 expressões .

 

Para a semana começo um novo capitulo, desta vez de curiosidades .

 

 

Chover a Cântaros ou Chover a potes

Setembro 24, 2018

-files-images-img_57155df828665.jpg

Li a origem desta expressão no livro "Puxar a brasa à nossa sardinha" de Andreia Vale.

 

"Na verdade, quando chove muito não se vê gatos e cães a cair do céu, mas a expressão que se usa em inglês (it's raining cats and dogs) explica-se com com o facto de antigamente os telhados das casas não terem forro, isolamento. Os cães e os gatos (também ratos e outros bichos) que procuravam abrigo nos sótãos das casas eram obrigados a descer quando chovia muito. Em português usa-se a expressão está a chover a cântaros, uma designação que se refere a um vaso de barro ou metal, com duas asas, que era próprio para acondicionar ou transportar água. Chover a cântaros é, portanto, sinónimo de chuva tão intensa que parece estar a ser despejada de vários cântaros. Também há quem diga chover a potes"

 

 

Vai pentear macacos

Setembro 17, 2018

macaco.png

 

Significado - Esta expressão é utilizada quando queremos afastar alguém que está a ser inconveniente ou chato.

 

Uma das possíveis origens desta expressão, está no proverbio português "mal grado haja a quem asno penteia". Em 1651 pentear e escovar animais era uma tarefa mal vista, sem utilidade, pois os animais não necessitavam de estar apresentáveis para efectuar as suas funções. Até metade do século 17, os portugueses não conheciam a palavra "macaco", chamando-lhe "bugio" para os identificar. Sendo esta uma possível origem da expressão "vai bugiar".

 

Marina

 

 

Bode expiatório

Setembro 10, 2018

Teoria-do-bode-expiatório-460x500.jpg

 

Significado - alguém que é escolhido para levar com as culpas de algo que não fez

 

A origem desta expressão está relatada na Bíblia, pelo dia da expiação. Um ritual efectuado no Templo de Jerusalém para purificação de toda a nação de Israel.

Na cerimónia, 2 bodes e um touro eram levados para o lugar do sacrifício, por sorteio um dos bodes era queimado juntamente com o touro e o outro tornava-se o bode expiatório, pois o sacerdote, pondo as mãos sobre a sua cabeça confessava os pecados do povo de Israel. O Bode era posteriormente deixado à sua sorte na natureza selvagem, levando consigo os pecados de toda a gente para estes fossem aniquilados.

 

Marina

Salvo pelo Gongo

Setembro 03, 2018

 

 

salvo-pelo-gongo.jpg

 

Expressão utilizada quando se consegue evitar algo de mau que está prestes a acontecer.

 

Uma das versões da origem desta expressão está ligada à época dos surtos de catalepsia (um distúrbio em que indivíduo fica com os membros rígidos, sem conseguir se movimentar), por engano, as pessoas eram enterradas vivas.

 

Os ingleses no século  XVII criaram um mecanismo em que amaravam uma corda ao pulso do defunto, no lado de fora do túmulo o outro lado da corda estava presa a um sino. Se a pessoa de movesse, o sino tocava, dando indicação que esta estava viva. Ficava uma pessoa a guardar o cemitério, normalmente o coveiro, a ver se algum sino tocava.

 

Neste caso, as pessoas eram literalmente, Salvas pelo Gongo .

Marina

 

Mãos a abanar

Agosto 27, 2018

 

untitled.png

 

Significa: ficar sem nada, não conseguir obter algo que se pretendia.

 

Uma das origens desta expressão, remota ao século 19, quando os imigrantes da Europa chegavam ao Brasil, levavam ferramentos para o cultivo da terra (foices e enxadas) e animais. As ferramentas indicavam aqual a habilidade ou profissão, caso não levassem nada, ou seja "de mãos a abanar" indicavam que a pessoa não queria trabalhar, que era preguiçosa.

 

Marina

Mais sobre mim

foto do autor