Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Sim!

Porque Sim!

Cinema Português – está bom e recomenda-se!!!

Maio 26, 2017

591523.jpg 

 

Fui ver um filme português que adorei “Perdidos”, para quem é apreciador de suspense aconselho que veja.

O filme foi filmado no Porto Santo e relata a história de um grupo de amigos que se junta num fim de semana a bordo de um luxuoso veleiro em alto mar.

Quando já estão longe da costa, onde quase não apanham rede nos telemóveis, decidem dar um mergulho, todos ao mesmo tempo. Esquecem-se de baixar as escadas que lhes permitiriam regressar ao barco e a única pessoa que fica a bordo é um bebé de poucos meses, filho de um dos casais.

Esta situação acaba por rapidamente ganhar proporções trágicas à medida que o pânico e o cansaço se instalam no grupo que não consegue de modo algum regressar ao barco. Assim, o que tinha começado como uma alegre reunião de amigos, rapidamente se torna numa luta pela sobrevivência.

Dânia Neto, Diogo Amaral, Dalila Carmo, Afonso Pimentel, Lourenço Ortigão e Catarina Gouveia são os protagonistas…

É provável que a história não lhe seja estranha, porque é um remake do filme alemão Pânico em Alto Mar, de 2006.

Eu tinha ideia que os filmes portugueses eram um pouco parados e com pouca ação, mas este surpreendeu-me….

Recomendo

Deixo o trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=v76XjkRGEn0

Elsa

 

Lágrimas de crocodilo

Março 27, 2017

image_2017-02-28_17-03-51.jpeg

Segundo Andreia Vale no livro "Puxar a brasa à nossa sardinha"

Uma das duas versões que explicam as lágrimas de crocodilo vem da uma crença. A de que, na Antiguidade, nas margens do rio Nilo, os crocodilos choravam e faziam barulho para atrair as pessoas que por ali passavam. E, claro, os que caiam no engodo, acabavam por ser devorados.

Outra versão diz que, quando o crocodilo está a comer a sua presa, a passagem do corpo pode pressionar com força o céu-da-boca do réptil, o que comprime as glândulas lacrimais... dando a impressão de que o animal chora enquanto devora a vítima.

utilizamos esta expressão quando falamos da falta de sensibilidade ou de rependimento de alguém.

Marina

Memória de elefante

Março 20, 2017

image_2017-02-28_16-54-12.jpeg

Segundo Andreia Vale no livro "Puxar a brasa à nossa sardinha"

Uma lenda diz que um alfaiate indiano enfiou uma agulha na tromba de um elefante e anos mais tarde, quando o animal reencontrou o alfaiate, encheu a tromba de água e despejou-a sobre o homem, provando que se lembrava bem do que acontecera.

Esta expressão significa que alguém tem excelente memória.

Marina

Movimento Comedy Against Trumpism

Fevereiro 03, 2017

Como todos sabemos, Donald Trump quer colocar os Estados Unidos da América em primeiro lugar.

Inspirados por ele, comediantes de vários países europeus estão a participar num concurso para que o seu país fique em segundo .

 

O vídeo Português foi apresentado pelo programa “5 para a meia-noite”.

 

Vejam e divulguem

 Marina

 

 

Surpreendida por...

Janeiro 24, 2017

image_2017-01-21_11-35-44.jpeg

 

Fui ver o espetáculo do Raminhos e apesar de o seguir nas redes sociais, não sabia ao que ia.

 

Como o próprio descreve, é uma espécie de terapia. Vai contando histórias da sua vida (no seu peculiar registo) com as quais também nós, porque não fui a única, nos identificamos e, o que me ri...

 

Vemos o homem sensível e apaixonado pela filhas, para além da maluqueira saudável a que sempre nos habituou.

 

Eu gostei e recomendo.

Marina

 

Mais sobre mim

foto do autor