Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Sim!

Porque Sim!

Dia do Trabalhador

Maio 01, 2019

1697.jpg

Em maio de 1886, milhares de trabalhadores em Chicago juntarem-se nas ruas, fazendo várias manifestações contra as más condições de trabalho, manifestações estas que tentaram ser impedidas pela Policia o que causou alguma violência, fazendo feridos e até mortos.

Nessa época as pessoas trabalhavam entre 12 a 18 horas por dia e já existia pressão para a redução para 8 horas. O objetivo seria dividir o dia em 3 partes: 8h para trabalhar, 8h para dormir e 8h para o resto.

Em homenagem às pessoas que lutaram pelos direitos dos trabalhadores, em 1889 foi decretado o dia 1 de maio como "Dia do trabalhador" no Congresso Internacional de Paris.

Em Portugal este dia só passou a ser comemorado publicamente após o 25 de abril de 1974.

Hoje é comemorado por todo o país, normalmente com comícios e festas de carácter reivindicativo, promovidas pelas centrais sindicais.

Dia das mentiras

Abril 01, 2019

14800106_1TFtq.jpg

 

Hoje partilho convosco um post escrito no inicio do blog, no mesmo dia, mas em 2016

 

"Manda a tradição que neste dia as pessoas contem mentiras e que surpreendam os outros com fatos ou atos inesperados. Para fazer com que as pessoas acreditem na sua história do Dia das Mentiras, deve contar algo que possa acontecer com naturalidade ou regularidade. Desta forma, conseguirá facilmente que os outros acreditem naquilo que conta e será levado a sério.

 

Os meios noticiosos, nomeadamente jornais, televisões e rádios também contam "histórias fictícias" no dia 1 de abril. Estas histórias falsas são reveladas no dia seguinte.

 

O motor de busca Google é outra entidade que adere ao Dia das Mentiras e anuncia novidades (falsas) no dia 1 de abril. As redes sociais são, cada vez mais, um dos locais onde proliferam as mentiras do dia 1 de abril.

 

São muitas as explicações para o 1 de abril se ter  transformado no dia da mentira.

De acordo com uma versão, a brincadeira surgiu na França do século XVI.

Nessa época, o ano novo era comemorado dia 25 de março e as festividades só terminavam no dia 1 de abril. Quando em 1564, o rei Carlos IX da França adoptou o calendário gregoriano e determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de janeiro. Então algumas pessoas mais brincalhonas passaram a ridicularizar o dia 1 de abril, enviando presentes esquisitos e convites para festas que não existiam.

 

Outras justificam o dia da mentira com a ideia de que a data foi inspirada na natureza, que costumava enganar as pessoas na virada de março para abril com mudanças climáticas repentinas."

 

Pode ser que esta ultima se aplique e venha a chuva de que tanto precisamos.

Feliz dia das mentiras.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Em destaque no SAPO Blogs
pub